Ah! Se eu pudesse,
se eu pudesse te amar!
O que não faria,
na ânsia de te encontrar?

Voaria, correria,
atravessaria desertos e mares,
se eu pudesse!..

Não haveria quem me prendesse,
nem barras de prisão,
nem algemas de ferro.

Caminharia livre
lado a lado contigo.
Ah! Se eu pudesse..
O que não faria?

Levaria a lua nas mãos
e te ofertaria.
Beijaria as estrelas
e as sopraria ,
para que chegassem
até você, como raios de ouro
espalhadas em pó.

Cairiam sobre teus cabelos
e iluminado ficarias,
com o raio de luz do meu amor.

Seríamos um,
não dois,
nesta imensidão da terra.
Não haveria mais dor
de amor..

Ah! Se eu pudesse!
Voaria, como um beija-flor
que corre atrás de sua flor.
E, cansado de tanto voar
cairia pertinho de ti
para o colo te alcançar.

Ah! Se eu pudesse!
Seria feliz
ainda hoje.
Eu te teria
antes do pôr do sol
e te amaria antes
do começo da noite.
E entre tarde e noite
nasceria de novo
só o nosso amor!

Eda Carneiro da Rocha

::::::::::::::::::::::::

Ah! se eu pudesse!!

Se eu pudesse,
iria receber todo teu amor
Se eu pudesse
te deixaria sorver meu mel
seria tua flor!..


Se eu pudesse, quebraria
as algemas, as grades
para encontrar-te neste vôo!

Ah! se eu pudesse
faria do deserto um campo de flores
do oceano um mar de mel
para te receber.. Ah! se pudesse!!!

Se pudesse..
de mãos dadas, lado a lado
coração batendo junto
voaríamos por entre as nuvens..
com o coração transbordando
felicidade..

Se pudesse.. te receberia
em meu colo, para que descansasse
do longo voar.. e repousasse em meus carinhos...

Se pudesse.. Ah ! Se eu pudesse
Te amaria ao Pôr do Sol, sob a luz do Luar
na Aurora de um novo dia..
e depois nossos corpos suados,
ofegantes, descansariam lado a lado..
Ah se pudesse.. !!

Se pudesse voaria ao teu encontro
para te amar agora.. já.. e não mais
esperar que o destino permitisse..
Ah! se pudesse!!!

Thais S Francisco

::::::::::::::::::::::::

Te espero, Vem!

Tome o tempo em tuas mãos
Nele desenhe teu coração
Dê-lhe asas, ensine-o a voar
A acompanhar o vento que sopra
Diga-lhe para não sair da rota
Diga-lhe que o vento o trará até mim
Porque não haverá jamais um amor assim
Diga-lhe que voe até me encontrar

Assegure-se de que ele marque o caminho
Deixando cair minúsculas estrelinhas
E você as possa seguir pelo seu brilho
Diga-lhe que se apresse, que eu te espero
Que te desejo, que te quero
Que anseio por teu calor
Que quero todo esse imenso amor
Só para mim

Venha seguindo-o, olhe as estrelas,não te percas
Pode ser que os caminhos não sejam alamêdas
Mas sendas difíceis de atravessar
Não tema, venha, siga teu coração
Estou aquí no alto da montanha a te esperar
Terei teu coração em minhas mãos
O colocarei junto ao meu
Até você chegar

Conto as nuvens que passam
As estrelas que riscam o céu
Os relâmpagos que iluminam as trevas
A amanhecer e o por do sol de cada dia
Na esperança de que não seja tardia
A hora da tua chegada
Sei que a luz verdadeira só estará comigo
Quando você estiver.

Preparei um leito de jovens folhas macias
Com penas suaves e delicadas enfeitei
E quando pressentir que estás para chegar
Desdobrarei um lindo manto para receber teus pés
Tomarei tuas mãos e nelas colocarei teu coração
Pois tendo-te junto a mim, o meu te entregarei
Quero-te toda, corpo e alma em minha vida,
E terei tudo o que sempre desejei.

Theca Angel

 

::: Menu ::: Voltar ::: Recomende esta Página :::

 

Direitos Autorais reservados à autora
Respeite os autores e suas obras, matenha a autoria.

 

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys