Chorando pelo Violino

Notas gemendo amargura
Qual soluços dolentes no ar
Arco maltratando com ternura
Cordas tensas... a chorar

Eram doridos gemidos
Tristes uivos expiando dor
Lamentos brotando dos sentidos
Feitos sons, gritando desamor

Deixar-se desabafar por um violino
É arrancar acordes do coração
E sangrá-los até virarem canção

Transformar lágrimas em hinos
Na solidão das paixões do Eu
É musicar saudade que não morreu...

Cartas de alforria
Escritos de Regina Coeli
Direitos @utorais Registrados

:::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Mágico Violino

Notas que choram lágrimas de emoção ,
que deslizam pela face, em terna mansidão
chegando ao coração quando as cordas tensas
de um mágico violino tangidas pelo arco
que as maltrada com ternura
gemem suave melodia...

Eram gemidos de amor...
gemidos cantantes,
afastando a dor da saudade que fere,
e, trazendo em sinfonia a esperança renascida
em suave melodia...

Os tristes lamentos silenciam.
Os gemidos de dor
se transformam em um tímido cantar
...mas... que já secam
o pranto chorado pelo desamor
que no passado ficou...

Oh!...Violinista!
Conduze com ternura
o arco que tange as cordas
do teu mágico violino.
Deixa flutuar as notas desta sinfonia
que cicatriza as feridas
de um dorido coração, e, transforma
a dor da saudade que não morreu,
em hino de um amor meu!...

Ensaios poéticos de
Thais S Francisco
"beijaflor"
Tendo como inspiração
Cartas de Alforria
da Excelsa Poetisa
Regina Coeli

 

::: Menu ::: Voltar ::: Recomende esta Página :::

 

Direitos Autorais reservados à autora
Respeite os autores e suas obras, matenha a autoria.

Tubes:SS_Exlusive_47

Criação de Gráficos e Páginas:
Webmaster e Designer:Crys