Sabiá, Sabiá,
você sabia tudo o que eu sentia.
Sabia da dor que me consumia,
do amor descompassado.
sem ser correspondido..
Você sabia, Sabiá...

Você sabia, Sabiá,
e cantava em minha janela,
para acalmar meu coração,
que dorido, quase desistia
de pulsar, para não mais chorar,
a dor da desilusão..

Agora sei, que você sabia, sabiá,
pois insistia em cantar,
para alegrar minh'alma triste,
que de dor, se recolhia,
e no silêncio se escondia...

Ah! Sabiá, você sabia.
Sabia que de amor eu carecia,
e você cantava e insistia,
me fazendo alçar vôo,
cruzando céus e mares,
em distâncias que se faziam infindas,
quase me deixando esmorecer,
mas você, Sabiá, sabia e insistia,
e a mim acompanhava,
com seu canto a me inspirar..

Me fez encontrar um Mágico Jardim,
onde as flores lindas, puras e plenas em mel,
me dariam o néctar da vida, me fazendo acreditar
que, viver, ainda valia tentar..

Entre as flores deste Mágico Jardim,
borboletas e bem-te-vis farfalharam suas asas
junto as minhas de beija-flor, que, pouco a pouco,
sorvendo o néctar da vida, fui beijando cada flor, com
gratidão, deixando meu carinho, em cada coração,
entendendo agora, o que você, Sabiá,
queria me dizer, com seu cantar,

- "Quando um Amor se vai, um outro logo poderá chegar!.."


Thais S Francisco
"beijaflor"





::: Menu ::: Voltar ::: Recomende esta Página :::

 


Direitos Autorais reservados à autora
Respeite os autores e suas obras, matenha a autoria.


CrysGráficos&Design
Webmaster e Designer:Crys